CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, História da VZA, INSTITUCIONAL, Pessoas e Equipe VZA

Graciela Zaffari e o trabalho pela qualidade na VZA

Foto: Tiago TrindadeO padrão de qualidade do escritório VZA – Vera Zaffari Arquitetura é construído diariamente, com práticas de gestão atuais e de resultado comprovado – um trabalho reconhecido pelo Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP) com a Medalha (2012) e o Troféu Bronze (2013). Braço direito de Vera Zaffari no escritório, a arquiteta Graciela Zaffari (foto) trabalha para garantir essa qualidade. Como gerente de produção, ela organiza o trabalho, equilibra demandas, chama parceiros das áreas complementares para demandar projetos e otimiza o trabalho para que tudo ande de forma fluída – e para que novos projetos possam ser entregues ao cliente atendendo às suas necessidades. “Com o PGQP, aprendemos a identificar necessidades instrumentais que melhor nos ajudam na organização dos sistemas. Procuramos distribuir os projetos de acordo com os perfis de nossos profissionais para atendermos as necessidades dos clientes com excelência, rapidez e inovação”, teoriza.

VZA_GMMUma das atividades que integram o plano de ação na gestão de qualidade da VZA é o Good Morning Meeting. Trata-se de uma reunião semanal, sempre às segundas-feiras pela manhã, em que os líderes de equipe trocam informações sobre os novos projetos, atualizam os dados dos trabalhos em andamento e discutem indicadores e ideias para novas ações na empresa. “Filtramos todos os projetos do escritório e os organizamos, unificando a linguagem para o cliente”, conta Graciela. O tema da reunião é escolhido conforme a demanda. Reuniões quinzenais e um fórum de melhorias também fazem parte do escopo do trabalho pela busca de qualidade no dia a dia do escritório. “A comunicação entre os arquitetos é fundamental. Projetos de grandes clientes, dos quais vários profissionais participam, precisam estar alinhados. Nas reuniões podemos esclarecer dados, tirar dúvidas, vemos no que um e outro pode auxiliar, estabelecemos prioridades, orientamos mudanças”, especifica Graciela.

verazaffariA trajetória, o conhecimento e as experiências de Graciela colaboram em seu trabalho de busca da qualidade. Ela destaca o trabalho na Enia, em Paris (acima, Graciela e Vera Zaffari com diretores da agência). “Trata-se de um escritório no estilo ‘descolado’, como o Google costuma ser. Eles participam de muitos concursos, o que é comum na Europa. O fato de trabalharem com projetos grandes, empreendimentos de até 70 mil metros quadrados, renovou minha experiência. Lá os projetos são mais direcionados à criação e os profissionais visitam mais a obra, o arquiteto tem maior poder de decisão”, relata.

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INSTITUCIONAL, MERCADO

VZA forma parceria com a francesa Egis

EGIS LOGOPara participar de uma licitação para grande projeto estrutural, o escritório VZA –  Vera Zaffari Arquitetura formou uma parceria internacional de consultoria, engenharia, estruturação de projetos e serviços de operação com a francesa Egis.

A empresa de engenharia e consultoria atua nos setores de transportes, desenvolvimento urbano, construção civil, indústria, recursos hídricos, meio ambiente e energia. Nos setores rodoviário e aeroportuário, sua proposta se amplia para o desenvolvimento de projetos, investimento em capital, entrega de projetos turn key e serviços de operação e manutenção.

Com um faturamento acima de R$ 2,6 bilhões em 2013, a Egis está presente em mais de 100 países e se posiciona entre as 20 maiores empresas de engenharia de projetos no mundo. No Brasil, a empresa presta serviços de engenharia para a implantação e operação de infraestrutura ferroviária, aeroportuária, rodoviária e no planejamento urbano e agregou notoriedade com a participação de 10% no consórcio Aeroportos Brasil, vencedor da concessão do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

 

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INOVAÇÃO, MERCADO, SUSTENTABILIDADE

No Rio, Arq.Futuro propõe debate sobre urbanismo, arte e arquitetura

1999-Richard-Serra-Obra-reciente

Obra de Richard Serra no Guggenheim de Bilbao. Crédito: Divulgação/Guggenheim

Quem se interessa por arquitetura e estiver no Rio de Janeiro no dia 27 de maio não pode perder o Arq.Futuro, principal evento de debates sobre arquitetura e urbanismo do país.

No Teatro Adolpho Bloch, na Glória, às 15h, Carlo Ratti, diretor do MIT Senseable City Lab, e Reinier de Graaf, sócio do escritório OMA, falam sobre urbanismo e o papel da água na arquitetura e no design no painel Diálogos Urbanos: Cidades Fluidas.

Às 18h, o artista plástico Richard Serra e o crítico de arquitetura do The New York Times Michael Kimmelman conversam sobre a relação entre a cidade e a arte.

O objetivo do Arq.Futuro é contribuir para a melhoria do ambiente construído e da qualidade de vida nas cidades do Brasil. Ao mesmo tempo em que promove a preservação do patrimônio arquitetônico brasileiro, o Arq.Futuro propõe um diálogo sobre o desenho e a gestão das cidades.

 

 

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INOVAÇÃO, INSTITUCIONAL, MERCADO, SUSTENTABILIDADE

VZA é destaque na imprensa nacional

VZA_AuDuas das maiores revistas relacionadas à arquitetura e ao varejo ouviram Vera Zaffari sobre sua expertise na área.

Para a revista AU – Arquitetura e Urbanismo, a arquiteta falou sobre produtividade em escritórios de arquitetura: http://bit.ly/1g6kTiJ .

Já para a revista SuperVarejo, Vera mostrou a importância da iluminação na arquitetura comercial: http://bit.ly/SYhbDb .

 

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, Hotéis, INOVAÇÃO, MERCADO

Inspiração: hotel Axis Viana Business & Spa, em Portugal

viannaA Complexo Magazine, de Portugal, uniu referenciais como qualidade, preço e design exterior e interior – incluindo o uso da arte, organização, ordenação do espaço, estética e ornamento da estrutura – para apontar os 10 hotéis com arquitetura mais surpreendente do mundo.

vianna vistaEntre eles está o Axis Viana Business & Spa, localizado na cidade histórica de Viana do Castelo, no litoral norte de Portugal. Trata-se de um edifício composto por cinco blocos horizontais de alumínio e pedra verde. A modernidade da arquitetura contrasta com a geografia e os resquícios medievais do lugar.

Viana do Castelo fica na foz do Rio Lima e é serpenteada pelo Oceano Atlântico, com diversas praias e montanhas, na região do Minho, onde o vinho verde a gastronomia autêntica portuguesa complementam o cenário.

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INOVAÇÃO, MERCADO, Shoppings, Supermercados, Varejo

Lojas Renner: primeira do segmento no País

Lojas RennerUm estudo realizado pela Interbrand e divulgado recentemente aponta Lojas Renner como a maior marca do País em seu segmento, a segunda maior marca do varejo brasileiro e a nona mais valiosa da América Latina. Especificamente em vestuário, Lojas Renner figura em terceiro lugar no continente, ficando atrás da argentina Falabella e da mexicana Liverpool.

Vários pontos contribuíram para o boom de Lojas Renner nos últimos tempos. Um plano de expansão agressivo, a aquisição da Camicado e o forte investimento em tecnologia e logística – incluindo a atenção à arquitetura comercial de seus pontos de venda – justificam os belos números.

Vale lembrar Lojas Renner é cliente VZA – Vera Zaffari Arquitetura, escritório responsável por aproximadamente 50 projetos de pontos de venda da marca espalhados pelo Brasil.

Leia o estudo completo no site da Interbrand.

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INOVAÇÃO, MERCADO, Shoppings, Supermercados, Varejo

Comunicação e varejo no foco do Omniretail, em SP

varejo-modaGrandes nomes da comunicação debaterão a experiência diferenciada do consumidor no varejo no Omniretail – Fórum de Inovação e Comunicação no Varejo, que ocorre no dia 29 de abril, no Hotel Renaissance, em São Paulo.

Promovido pela GS&MD, a ideia do evento é aprofundar o conhecimento a respeito do comportamento multicanal do público hoje, trazendo as experiências de Jillian Elder, diretora de inteligência da Walgreens, e de Bryan Lee, CEO Fundador da Strada Worldwide. Dois painéis compõem a programação. Em O Varejo e as Redes Sociais, Claudia Sciama, head de varejo brasileira da Google, falará sobre a importância das mídias sociais para as empresas varejistas. Em A Comunicação e a Moda no Varejo, Andrea Bisker, diretora da WGSN América do Sul, e a blogueira Cris Guerra falarão sobre como as redes sociais vêm influenciando o mercado de moda.

Mais detalhes sobre o encontro podem ser obtidos pelo telefone (11) 3405-6631 ou pelo e-mail luciana.noce@gsmd.com.br.

 

 

 

 

 

 

 

 

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INOVAÇÃO, MERCADO, Shoppings, Supermercados, Varejo

Fronteira entre lojas virtuais e físicas segue diminuindo

Mkt03A inserção de objetos virtuais no ambiente físico, com o apoio de dispositivos tecnológicos, vem chegando aos poucos ao varejo nacional. O conceito tecnológico não é novo, mas ganha cada vez mais evidência com campanhas institucionais que promovem a relação real/virtual em um ambiente mais amplo de mercado. Além das lojas, ruas e espaços públicos também estão sendo repensados sob essa ótica. Assim, salões de beleza usam a realidade aumentada para simular cortes de cabelo, por exemplo. “As pessoas querem tocar, sentir, cheirar, experimentar, interagir, conviver, deixar-se encantar. É isto que faz com que uma pessoa queira ir à loja”, explica a arquiteta Vera Zaffari. Nesse sentido, o investimento em Arquitetura Comercial torna-se um diferencial que contribui para o avanço das vendas e a satisfação dos garantidas dos clientes.

Os ambientes no varejo devem proporcionar experiências inspiradoras ao consumidor, que busca autenticidade, conforto, praticidade e interatividade durante a compra. Nesse escopo, o investimento em Arquitetura Comercial contribui para a melhoria do negócio e a captação e fidelização de clientes.

CATEGORIA: GESTÃO DA QUALIDADE, INOVAÇÃO, MERCADO

Cross merchandising na Alemanha

crosssNo supermercado da rede Real localizado na cidade de Bonn, na Alemanha, a ideia é aproveitar cada espaço disponível para despertar o desejo de compra nos consumidores. Neste caso, o lugar vago ao lado do corrimão da escada rolante que separa o andar térreo do mezanino foi adaptado para abrigar um expositor de guloseimas. Uma sacada de cross merchandising daquelas, para ninguém resistir em passar a mão em umas balinhas antes de ir para o caixa.

Estudos comprovam que esta prática aumenta em cerca de 15% a venda deste tipo de produto se exposto só em seu ponto habitual de venda dentro da loja.